VÍDEOS PERTINENTES

Loading...

quinta-feira, 9 de junho de 2011

Gestão representativa e participação popular


O papel do vereador é, estar junto a comunidade verificando os problemas enfrentados pela mesma buscando providências junto aos órgãos competentes. Também  é função dos nossos edis, a fiscalização das contas do Poder Executivo Municipal e do próprio Legislativo.
A concretude da democracia, se faz na existência de um Poder Legislativo forte e realmente independente.  Se assim não for, a mesma não se efetiva de forma eficaz.  
No Brasil, apesar das leis falarem claramente em “poderes independentes e harmônicos entre si”, ainda falta muito para que isso vire realidade. Pois o que visualizamos são parlamentares, em sua maioria, subservientes e fiéis aos interesses políticos e econômicos do Executivo.
Nas câmaras municipais brasileiras, Prefeitos detêm a maioria dos vereadores os quais mantêm com um “favorzinho” em forma de emprego  para a esposa, ou um amigos provável cabo eleitoral... um benefício aqui, outro ali...assim o vereador se torna apenas mais um encabrestado, boneco de marionete.
A população deve buscar se esclarecer em termos de formação política para que exerça de forma consciente seu direito de escolha quando vai as urnas, deve participar das reuniões do legislativo, (os vereadores deveriam fazer questão da presença da comunidade), para depois não ficar reclamando  dizendo que “vereador não faz nada”.
Ao vereador, cabe fiscalizar os atos do prefeito, denunciando o que estiver ilegal ou imoral  e que prejudica a população, cumprindo seu papel de fiscal do dinheiro público.
Todavia, lembremos que é cultural no Brasil, acreditar que o vereador é um assistente social, esse pensamento vem do tempo dos “coronéis” e persiste até hoje, principalmente em pequenos municípios.
Precisamos de vereadores conscientes de seu papel e dispostos a enfrentarem o executivo quando este estiver prejudicando o bem comum. Vivemos uma tendência de descentralização, onde os recursos vêm direto para as mãos do prefeito, portanto o vereador deve realmente ter bem claro qual sua função e cumpri-la.
Vereador consciente contribui efetivamente para o desenvolvimento humano do seu município, ajudando o povo a pensar e se organizar.
Portanto, em tempos de votação de aumento do número de vereadores em Sarandi, temos que avaliar muito bem se este realmente será benéfico ao nosso município. Não Será melhor renovar escolhendo outros nomes e acompanhar melhor o trabalho dos vereadores, para que estes entendam que somos  nós que  passamos a eles a procuração de legislar para o bem de todas as pessoas?
Se cruzarmos os braços, não adiantará chorar o leite derramado....
Salete Batista Eduardo
Pedagoga



Nenhum comentário:

Postar um comentário